Seu filho ouve som alto! A culpa é sua!

 


Pesquisa realizada nos EUA revela que a maioria dos adolescentes terão perda auditivas causados, principalmente por ruídos de aparelhos sonoros

Pesquisa de opinião pública realizada pela National Poll on Children's Health da Universidade de Michigan nos EUA mostrou que 67% dos pais não conversam com seus filhos adolescentes sobre os riscos de perda auditiva principalmente causada pela exposição a ruídos dos aparelhos sonoros, além da exposição frequente à músicas altas de bares e danceterias.

Mas em contra partida dentre estes pais, 70% acreditam que seus filhos estão fora de risco, por acreditarem no bom censo dos mesmos.

Simples passos para proteger a audição

A perda auditiva causada por ruídos não é reversível, mas pode ser prevenida, há simples passos que os pais e adolescentes devem seguir para uma boa conservação da audição.”. 

Bom senso sempre é saudável!

Um desses passos é incentivar os adolescentes a estabelecer limite relacionado ao volume de headphones e MP3 que não devem estar acima de 65 decibéis. Essa mesma pesquisa revelou que apenas 32% dos pais estavam cientes do volume limite do aparelho de seus filhos.

Mas quais são os limites sonoros?

Tecnicamente, a poluição sonora se caracteriza com a exposição a sons acima de 90 decibéis (dB), durante 8 horas consecutivas. No entanto, vale ressaltar que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que o estresse auditivo tem início sob exposições acima de 55 decibéis. Veja as consequências de acordo com a intensidade dos sons:

Até 55 decibéis – não causa problemas.

Entre 56 dB e 75 dB – pode incomodar, mas não gera malefícios à saúde.

Entre 76 dB e 89 dB – pode afetar a saúde.

Acima de 90 dB – dependendo do tempo de exposição, a saúde e a audição pode ser prejudicada de modo irreversível.

  

Dra. Milena Débora R. do Val Corsini

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Você ouve bem?

Cuidados com a Saúde Auditiva no Inverno